Policial
Publicado em 21/11/2016 às 20h51 | Assessoria
Paulino pede Audiência para debater situação dos Conselhos Tutelares da PB
Comentários

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realiza, nesta quarta-feira (23), às 13h, no plenário deputado Antonio Mariz, uma Audiência Pública, atendendo a requerimento apresentado pelo deputado Raniery Paulino (PMDB), para debater a situação de trabalho dos Conselheiros Tutelares em todo o Estado.
 
No início deste mês, o parlamentar reuniu em Guarabira os Conselheiros Tutelares das regiões do Brejo e do Vale do Mamanguape, para tratar de assuntos relacionados a atuação em seus municípios. O encontro serviu para que os conselheiros pudessem expor as dificuldades para realização do trabalho na função, como falta de computadores, veículos, funcionários e até atraso e falta de pagamentos de salários. 
 
O deputado disse da necessidade de levar o debate à Casa de Epitácio Pessoa e que o objetivo é promover uma mobilização maior, integrando as ações e fortalecendo a luta dos conselheiros em todo o Estado. 
 
Raniery falou que os debates deverão ser intensificados na buscar de garantir as condições de trabalho, cumprindo as funções de acordo com o que estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA. “Estamos tentando buscar uma solução que seja viável tanto para os gestores, quanto para os conselheiros. Entendemos de que cada município tem sua prioridade e não queremos criar um problema maior entre os prefeitos e os conselheiros. Vamos fazer ver que a categoria tem um trabalho de grande importância para a sociedade,” acrescentou o parlamentar.
 
Para o deputado Raniery, a audiência desta quarta-feira tem o objetivo de unificar a discussão, mostrando que as demandas se assemelham tanto na Capital, quando nos municípios do interior. “Temos que levar o debate e mostrar a realidade dos Conselhos e trabalhar na obtenção dos resultados mesmo que gradativamente, destinado à categoria a sociedade paraibana”, destacou.
 
 


COMENTÁRIOS
Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Tribunal de Notícia. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Podendo retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.




Copyright © 2013. 2017 - É permitida a reprodução ou utilização do seu conteúdo, desde que citada a fonte.
Total de acessos
1585312